Como começar um negócio no YouTube

O YouTube é uma poderosa plataforma para alcançar novos públicos

Por Felipe Vinha - Em 11.01.2016


Se nomes como Kéfera, PewDiePie, PC Siqueira e Porta dos Fundos são nomes conhecidos para você, então já sabe o poder do YouTube. A plataforma de vídeos do Google ganhou tanto poder que hoje dita tendências e regras, de acordo com aquele vídeo de um milhão de acessos ou por meio daquele canal influenciador com muitos seguidores.

Você também pode fazer parte disso

Começar um canal no YouTube pode ser o caminho de sucesso para muita gente, um negócio muito rentável. Mas não há fórmula mágica. É preciso seguir alguns passos iniciais, mas a principal dica é ser persistente e estar aberto a críticas – e também a eventuais mudanças que podem ocorrer no seu próprio canal.

Lançar vídeos no YouTube é uma possibilidade de ganhar dinheiro com isso no futuro. Vídeos muito acessados rendem dinheiro a seus criadores, mas já não é tão comum ter aquele conteúdo com milhões de acessos do dia para a noite, principalmente por conta da concorrência, que é alta e geralmente bem preparada.

Como fazer?

O passo inicial é básico: para usar o YouTube é preciso ter uma conta do Google, aquela mesma utilizada para acessar o Gmail. A partir daí basta abrir o site de vídeos e começar a criar seu canal, com personalizações iniciais e possíveis, como arte de capa e vídeo de apresentação. Mais tarde, com mais assinantes e visitas, o YouTube liberará ferramentas adicionais, como URL personalizada e o mais interessante: o sistema de monetização dos vídeos.

A monetização se baseia na visitação, como já citamos, e ela não vai render muito no início. É importante lembrar ainda que pelo menos 99% do conteúdo do vídeo deve ser autoral, próprio, sem utilizar músicas licenciadas ou vídeos de outras pessoas. Caso contrário, a monetização será prejudicada e, em alguns casos, até desativada automaticamente.

Conteúdo sempre

O conteúdo original é valorizado. Foi assim que muitos canais atuais chegaram ao seu sucesso. Antes de criar o canal você deve definir seu alvo: quer falar sobre o que? Com quem? E como? Seu público é jovem ou mais idoso? É sobre esportes? Cinema? Variedades? Negócios? Cultura geral? Defina seu público e mantenha-se fiel a ele.

Com o tempo, críticas virão. Mais importante que os elogios, elas serão importantes para moldar seu negócio e o futuro do canal. É claro que há a necessidade de separar o “joio do trigo”, já que nem todo mundo faz críticas construtivas. Mesmo assim, é primordial dar ouvidos e saber o que é necessário para melhorar sempre.

Periodicidade

Seu público gosta de te seguir, mas dê tempo ao tempo. Crie uma agenda e uma periodicidade para seus vídeos, não publique tudo de forma desorganizada e sem uma agenda. Vai publicar um vídeo de dicas sobre empreendedorismo na terça? Faça disso uma série e publique toda terça os próximos.

Não adianta atualizar hoje e depois só daqui a duas semanas. Ou atualizar hoje com cinco vídeos e amanhã não subir nenhum. Mantenha regularidade, alimente seus espectadores, forneça conteúdo sempre.

De resto, como já foi citado, não há fórmula mágica. Arrisque, não tenha medo e vá em frente. Se amanhã ou depois você se tornar referência ou não, será apenas consequência de um trabalho bem feito.