Como usar o WhatsApp para empresas

Velocidade e privacidade são características chaves para a relação entre empresas e clientes

Por Leonardo Leão - Em 30.11.2015


Já falamos sobre as redes sociais sendo cada vez mais valorizadas nos planos de comunicação das empresas. Citamos Instagram e Snapchat, e agora é a vez do WhatsApp.

Se você pensa que essa plataforma só serve para bate papo entre amigos, trate de mudar o seu conceito. As empresas perceberam que o WhatsApp pode ajudar na relação com os clientes e até nas vendas. Citamos três ações que já são feitas pelas organizações:

Buscar o feedback: existem diversas formas de se reclamar de uma empresa, seja por sites de reclamação, pelas próprias páginas dos usuários, em reclamação na página da empresa e até no Procon. Com o uso do WhatsApp, além de ser uma rede de comunicação direta, é mais veloz e privativa, ou seja, ninguém vê. É uma ótima saída para as empresas começarem a usar o sistema para reclamações.

Estreitar vínculo: empresas usam a plataforma para estreitar o relacionamento com seus clientes mais fieis ou potenciais clientes fieis. Enviam novidades em primeira mão, oferecem promoções especiais, divulgam fotos de coleções (quando são marcas de roupas e acessórios) e realizam uma série de ações que estreitam o laço e transformam uma marca em lovemark para algumas pessoas.

Vendas diretas: algumas empresas usam recursos – como fotos dos cartões ou através de sistemas que permitem a compra e venda pelo WhatsApp – para garantir a transação de maneira mais veloz, aproveitando o “embalo”.

As empresas de comunicação (redações e assessorias) usam o WhatsApp de maneira diferente. Uma forma já bem disseminada é que as redações oferecem um número para que as pessoas que acompanharam um factual enviem a informação para as redações, de forma que sejam averiguadas e confirmadas. As rádios usam o WhatsApp como interação com os espectadores, através de replicação das mensagens que eles deixam, etc.

As assessorias começam a usar o WhatsApp para aumentar a velocidade da troca de informação com seus clientes. As vezes, é necessário uma resposta rápida e a plataforma se torna a melhor maneira de alcançar esse objetivo. Alguns repórteres já se sentem à vontade em seus números e acelerar esse bate papo com os assessores também. E, ultimamente, coletivas têm sido feitas por WhatsApp – o que economiza bastante dinheiro e ganha-se em tempo. A tendência é que o uso da rede social aumente no setor, com entrevistas simples também sendo feitas dessa maneira.