Halloween nos negócios: empreendendo no terror da crise

Como negócios diversos usam a data festiva para comemorar ou faturar mais.

Por Felipe Vinha - Em 30.10.2015


Halloween, o Dia das Bruxas, é uma data clássica nos Estados Unidos e em outros países onde o inglês é a língua nativa. Mas, com a globalização cada vez maior, a festividade logo foi levada para outros países e culturas, que adotaram de braços abertos – ainda que com uma resistência inicial. E, em tempos de crise, não podemos ignorar oportunidades de fazer ou melhorar os negócios.

As bruxas estão soltas!

Por mais que a resistência a uma data “gringa” seja comemorada no Brasil, o grande público já aceita e marca o Halloween em suas agendas. Então é óbvio que as empresas precisam pensar e se programar para comemorar o dia, ou a véspera, ou a época que antecede o evento. Afinal é sempre preciso estar em sintonia com seu público, interno ou externo.

Entre os clientes da Tagarela há exemplos de empresas que aproveitaram o Dia das Bruxas para atrair os clientes, decorar seus negócios apenas por diversão, criar eventos temáticos para o dia ou até mesmo promover uma data para que todos os funcionários venham fantasiados e criar o clima de descontração.

O lucro não se traduz apenas em dinheiro, mas também no engajamento profissional. Não preciso nem lembrar que uma equipe divertida e em sintonia é metade do caminho para termos um trabalho bem feito, certo?

O Britannia, curso de inglês, propôs um dia da semana para professores e alunos se vestirem com a temática de Dia das Bruxas, além de ter promovido festa no seu espaço cultural. Já a sorveteria Groeländia Gelados decorou sua loja para manter o clima, com caveiras, aranhas e teias espalhadas pela loja, em Ipanema, Rio de Janeiro. Na própria Tagarela decoramos as paredes e fizemos um Dia de Halloween, ainda que um pouco antes da data, onde trabalhamos o expediente inteiro fantasiados.

Oportunidade de negócios

Se você perdeu a data, não se preocupe, há sempre uma nova chance no próximo ano! Mas a preparação deve começar cedo. Investir em acessórios, fantasias e decorações é uma boa opção para lucrar com a temática. Se você for lojista, decorar o negócio é quase que obrigatório.

O Halloween conquista cada vez mais público no Brasil, entre crianças e adultos. Mesmo que você não curta, conhece alguém que goste e que pode te render uma boa oportunidade. E se tudo mais falhar, pegue sua fantasia e divirta-se na festa mais próxima – afinal, foi para isso que a data comercial foi criada, pela pura e simples diversão.