Inbound & Outbound Marketing: conclusão

Acompanhe nossa conclusão da série de Pedro Renan e releia os textos anteriores!

Por Pedro Renan - Em 23.03.2016


Ao longo das últimas semanas você acompanhou, no blog da Tagarela, uma série com diversas dicas sobre Inbound e Outbound Marketing, por Pedro Renan, CMO da We Do Logos. Agora você pode conferir os textos anteriores e sua conclusão, logo abaixo.

Textos anteriores:

1. Inbound & Outbound Marketing: introdução
2. Inbound & Outbound Marketing: como funciona
3. Inbound & Outbound Marketing: dicas práticas e métricas
4. Inbound & Outbound Marketing: entendendo o Outbound
5. Inbound & Outbound Marketing: outbound moderno

Conclusão

Espero ter mostrado para vocês nesse texto as principais ideias por trás dos processos de Inbound e Outbound Marketing. Acredito que compreendendo os principais aspectos que eu citei fará com que você comece a incrementar os processos de vendas na sua empresa como um todo.

Afinal, Marketing é sobre vendas. Tome atitudes em seu negócio sempre voltadas ao seu principal indicador de resultado: os seus clientes!

Aprender a vender mais requer esforço tanto em termos de organização do processo quanto em estudar metodologias de vendas. Se você busca por mais know-how na hora de vender, recomendo que você dê uma olhada nesse artigo sobre a principal metodologia de vendas – O Guia Completo do SPIN Selling.

Acredito fielmente no elo estratégico entre inbound e outbound, o que na minha opinião, é o maior aprendizado a se obter da leitura de Aaron Ross e outros gurus de vendas e marketing como Steli Efti, Sean Ellis, Hiten Shah e muitos outros.

Para que você não esqueça a diferença entre Inbound e Outbound eu vou citar uma fala do Vinícius Mayrink, co-fundador da Outbound Marketing na minha primeira conversa com ele sobre o assunto:

Pense que você é um pescador e cada peixe que você pega é uma venda. Você pode pescar usando uma rede de pesca, implicando que você vai esperar os peixes serem pegos – nem sempre vai trazer o peixe que você queria e por isso você vai acabar dando uma filtrada no que veio com a rede. Pescar com rede é o seu processo Inbound. O seu processo Outbound é a pesca com arpão, você pega o seu equipamento de caça e vai atrás do peixe que você quer!

Aprenda a tirar o melhor dos processos Inbound e Outbound e não se acanhe ao usar e abusar dos dois. Eles podem parecer excludentes por definição, mas acredito que eles sejam complementares no atual processo de vendas.

Quer saber quando usar o Outbound ao invés do Inbound? Dá uma olhada neste infográfico 😉