Assessoria alimentando o negócio ou ego das pessoas?

Por Monique Fernandes - Em 11.04.2014


Trabalhar com assessoria de imprensa é sinônimo de lidar com o ego das pessoas. Afinal, estamos falando de exposição, de entrevistas, holofotes, câmeras e microfones. Não é raro termos pessoas que chegam até a Tagarela para alimentar o próprio ego, ao invés da exposição para o negócio. E como fazer para administrar isso?

Nosso papel, é mostrar a importância da assessoria de imprensa como uma grande ferramenta de marketing e aumentar os resultados da empresa. Nem sempre sair no veículo que o cliente deseja, é o que vai dar mais retorno para o negócio dele. Já falamos disso por aqui. Sempre mostramos isso. Afinal, nosso trabalho não é agradar o cliente, mas sim, dar a exposição que a empresa precisa, visando um retorno para a empresa. É lá que está o nosso foco!

Algumas vezes, o grande problema é simplesmente administrar o ego dos sócios. Normalmente, na Tagarela, quando temos empresas com mais de um sócio, pedimos, para que seja eleito um porta-voz para as entrevistas. Ou fazemos divisão por assuntos, por exemplo, para falar do negócio, colocamos o CEO, para falar da parte tecnológica, o CTO, e assim, ninguém, fica com ciúmes. É muito difícil termos casos desses no nosso portfólio, até porquê, o posicionamento da Tagarela acaba afastando esse tipo de cliente.

Disputa de egos elevados é algo que pode acabar com uma empresa e atrapalhar um bom trabalho de assessoria de imprensa. É fácil saber o segredo de uma empresa de sucesso, normalmente, os sócios estão extremamente dedicados e motivados em criar uma grande companhia e não estão preocupados em disputar quem aparece mais em matérias, ou quem vai mais às reuniões. O ego é mortal para o sucesso do negócio, pois, enquanto os sócios estão brigando, a empresa está sem comando. O importante é focar em fazer a empresa crescer, dar lucros e ter cada vez mais clientes.