Como funciona a Comunicação Corporativa para micro e pequenas empresas

Algumas características específicas desse tipo de organização mudam o tom da comunicação

Por Leonardo Leão - Em 04.12.2015


Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) 70% das empresas aumentaram seus investimentos em comunicação nos últimos cinco anos. A valorização do setor traz a tona reflexões sobre as maneiras de gerenciar a imagem de uma organização e mostra a necessidade de sempre se atualizar, principalmente após a mudança radical do consumo no país.

Com o advento da internet e a crescente do uso das redes sociais, as pessoas ganharam uma voz para avaliar e falar sobre qualquer coisa, o que exige das marcas uma boa relação com esses usuários garantindo o bom funcionamento das vendas e da imagem da empresa.

Comunicação Corporativa pode ser pensada em três vertentes: informação, relacionamento e imagem. Ou seja, transmissão de novidades e situações relevantes, relação direta com públicos, e por consequência, gerenciamento da imagem da empresa. Nas pequenas e micro organizações, há especificações que fazem do processo comunicacional algo mais diferenciado. Explicamos abaixo:

Comunicação Interna: geralmente, micro e pequenas empresas possuem poucos colaboradores e as vezes nem sócios, o que nos faz perguntar: “será que precisamos disso?”. A resposta é sim! Na maioria das vezes, essas organizações não possuem capital para pagar grandes salários e benefícios aos seus colaboradores e por isso, precisam engajar, de outra forma, seus funcionários. E existem várias formas de se fazer isso. A consequência, além de uma melhor produção, é a de se ter publicidade direta dos colaboradores, e até clientela – dependendo da situação.

Como? Dê missões aos seus colaboradores e os bonifiquem cause alcançem; os deixem informados sobre todas as novidades da empresa; esteja sempre preparado para ouvir seus funcionários, seja pedido ou reclamação; façam pesquisas para saber como está a cultura organizacional da empresa; promova happy hours, lanches, breakfasts, a empresa é pequena e sai por um custo baixo, entre outras ações;

Assessoria de Imprensa: se a empresa já está consolidada e começa a trazer resultados – mesmo que sejam pequenos – é importante que se tenha a assessoria de imprensa. Primeiro, para que ela apareça, o que transmite credibilidade; segundo, pelos números (caso divulgados) e pelas metas que mostram onde essa empresa pode chegar, o que transmite um poder de crescimento;

Como? Divulgação do novo produto, serviço e empresa; os primeiros números atingidos e as próximas metas; novidades da empresa; a história dos donos; cases de clientes também trazem credibilidade;

Redes sociais: É onde se propaga a comunicação. Através do conteúdo segmentado, trazer pessoas para próximo da empresa – e isso dependerá da área de atuação da empresa. Outras formas de se se comunicar com o público online é com a publicidade de seus próprios funcionários, além da integração com o que sai nos veículos – transmitindo o ar de credibilidade já conseguindo.

Como? Gerando conteúdo de entretenimento para um público-alvo, buscando também interação com os usuários; divulgar sempre as grandes matérias em que a empresa se insere; replicar posts positivos de funcionários e clientes; além de estratégias de parceria com outras empresas e formadores de opinião da internet;