Dia dos namorados: pois amar também é empreender

Compartilhando a felicidade, lucro, faturamento, e as tarefas, é claro!

Por Felipe Vinha - Em 12.06.2015


Dia dos namorados. O que você pensa dessa data? Comercial? Batida? Cafona? Nem sempre ela pode ser o que parece para todos. Enquanto casais trocam presentes e beijos apaixonados neste dia, outros aproveitam para fazer isso tudo e também empreender juntos. Afinal, quem melhor para te entender do que a pessoa em quem você escolheu compartilhar a vida lado a lado, certo?

O sonho de empreender juntos

Empreender é algo importante. É resolver um problema. É encontrar uma solução. Mas também é amor pelo que faz e, principalmente, quando se é ao lado de alguém que se tem sintonia e a as mesmas intenções. Foi o caso de Pedro e Flávia Quintanilha, casados, da Mentalidade Empreendedora, uma empresa de consultoria e treinamentos focada em educação empreendedora e marketing digital.

“Sempre tivemos o desejo de ter uma empresa juntos. Flávia se formou em contabilidade pois achamos que seria estratégico ela dominar a área financeira”, conta Pedro. “Depois de algum tempo a Mentalidade Empreendedora foi crescendo e vimos que era necessário alguém para assumir a área financeira e administrativa. Precisava de alguém para organizar minha vida, nada melhor do que alguém que já a organizava em casa, agora organizar no trabalho”, brinca.

Mas nem tudo são flores, ou podem não ser. É preciso tomar cuidado para não confundir o relacionamento com o trabalho e, na realidade, fazer com que funcionem em sintonia, porém não totalmente misturados. “Os desafios principais, são os de conseguir dividir de forma madura os ambientes. A intimidade traz muitas vezes a falta de profissionalismo e isso é algo que precisamos lidar e cuidar”, lembra Pedro.

Rodrigo Rocha, da Rede Cotação, empreende junto com sua noiva, Lívia Maciel, e compartilha dessa visão. “Agir de forma neutra e imparcial na gestão da empresa. O grande desafio é não deixar que as nuances do relacionamento, quer positivas, quer negativas, influenciem nas decisões”, diz.

Amor e paixão (pelos negócios)

Acima de tudo, empreendedores de sucesso que trabalham em casal precisam também amar o que fazem nos negócios. Além disso, separar os momentos é sempre bom. “Conseguir respeitar essa separação é fundamental, tanto para os negócios quanto para a tranquilidade do relacionamento. Lazer e trabalho precisar ter momentos distintos”, conta Rodrigo.

Mas o segredo de empreender também funciona por aqui. Quando faz o que se gosta, poucos são os problemas internos que realmente vão prejudicar o negócio ou o trabalho. Se for para fazer bem acompanhado, a tendência é ter resultados ainda mais promissores, com certo cuidado e seguindo com pé no chão.

Então, neste dia dos namorados, se encontrar por aí uma ideia promissora e ela estiver em sintonia com seu parceiro ou sua parceira, por que não tentar colocar em prática? Que tal mudar o mundo em nome da lua do amor? A oportunidade chegou, como chocolates e um buquê de rosas.