Menos burocracia: os pequenos e médios empreendedores agradecem

Por Leonardo Leão - Em 27.02.2015


Uma medida adotada esta semana promete ajudar empreendedores de todo o país. Na ultima quinta-feira, 26 de fevereiro, a presidente Dilma Roussef lançou o programa “Bem mais simples”, que visa desburocratizar a abertura e fechamento de pequenas e médias empresas no Brasil.

Além dessas facilidades, o programa também pretende unificar os diferentes cadastros exigidos de empresas, a diminuição do número de documentos, além da centralização dos serviços públicos em um portal. O projeto, como lembrou a presidente, começou há alguns anos com o lançamento do Simples Nacional. “Iniciamos esse processo em 2007. Foi uma reforma que permitiu que oito tributos fossem pagos em um só boleto. Depois, implementamos o MEI”, comentou.

Guilherme Afif Domingos, Ministro da Secretaria da Pequena e Média Empresa, mostra que a realização dos procedimentos agora pode ser realizada de maneira veloz. “O fechamento de empresa na hora será possível a partir de agora, devido ao trabalho que fizemos em parceria com a Receita Federal. E, a partir de junho de 2015, será possível realizar a abertura em no máximo cinco dias”. A dificuldade para se abrir uma empresa no país é grande, mas para fechar é ainda pior. Por isso, a facilidade com que se poderá realizar o fechamento é o destaque entre todas as medidas do programa.

Juliano Seabra, coordenador da Endeavor Brasil, destaca as vantagens dessa novidade. “A medida permite que o empreendedor com débitos relacionados à sua antiga empresa abra uma nova e volte a empreender. Havia um impedimento e uma cultura do fracasso. Erros e acertos acontecem no mundo empresarial e a medida vai ajudar a acabar com esse estigma”. Seabra destaca também a redução do tempo para se abrir uma empresa. “No âmbito federal, o investimento no sistema unificado de abertura de empresas já é uma realidade. Agora é fazer o mesmo acontecer nas demais instâncias”, conta.