Perfil: Luiz Felipe Costa, sócio-fundador do Billy the Grill

Como Luiz Felipe Costa foi de engenheiro elétrico a "rei da praça de alimentação"

Por Leonardo Leão - Em 28.08.2015


Uma formação completamente diferente do que viria a ser: Luiz Felipe Costa estudou Engenharia Elétrica no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET) e trabalhou na Brasil PCH. Mas ter o próprio negócio sempre foi o sonho dele. Além disso, tinha um exemplo em casa, pois o pai era empresário.

Não só o DNA empreendedor ajudou Luiz Felipe a ser um homem de sucesso. Ele reune características importantes desde novo. Em 2007, trabalhou na Ambev como estagiário. Mas com dedicação e foco no resultado, foi chamado para cobrir férias de seu gestor e assumiu a supervisão de produção da empresa. Porém Luiz Felipe ainda alcançaria o que tanto deseja.

História de família

Com o irmão, Luiz Sergio, passou a estudar e pesquisar sobre franquias. E então a vida empreendedora de Luiz Felipe começou. Pensou que se alinhar a uma rede já estabelecida seria o ideal para o inicio. A oportunidade apareceu, em São Gonçalo: uma franquia de alimentação com treinamento, manual, receita e um bom investimento inicial. Porém, a história não era nada disso.

O investimento triplicou e o treinamento não aconteceu. Luiz Felipe, junto com o irmão, foi aprendendo no dia a dia, ganhando know-how, mas vendo os resultados não aparecerem. A concorrência era grande e a experiência na administração muito pouca. Com isso, as dividas começaram a aumentar o que levou Luiz Felipe a repensar o negócio. Então apareceu uma figura muito importante para ele: seu pai.

A dívida já tinha passado dos 500 mil reais e as opções eram duas: desistir de empreender e perder todo o tempo e capital investido ou começarem a tocar o próprio negócio com o que tinham aprendido e iriam aperfeiçoar. O pai bancou e encorajou a segunda opção.

Insistência que deu resultado

Luiz Felipe fez cursos relacionados a gestão de restaurantes, fez o Empretec oferecido pelo Sebrae, participou de feiras e eventos do setor para conhecer fornecedores, enquanto seu irmão se especializou em Gastronomia. Foi um pulo para lançar o Billy The Grill. Os resultados apareceram não só nos números, como no Selo de Excelência em Franchising, que a rede recebeu da Associação Brasileira de Franchising no Rio de Janeiro (ABF-Rio).

E mesmo assim o fundador da rede não parou de estudar. Ele concluiu a pós graduação em gestão de franquias pela ESPM. Na mesma época, foi chamado para ser diretor da ABF-Rio. A especialização, os resultados com o Billy the Grill, além da abertura da segunda rede de franquias, o credenciaram ao cargo de Gestor de Novos Negócios.

O Vizinhando – Espeteria de bairro é o segundo negócio de Luiz Felipe no ramo da gastronomia, mas agora investindo na ideia da gourmetização dos espetinhos. Em menos de um ano, o pequeno restaurante conquistou o público e se lançou como franqueadora.

Luiz Felipe conta o segredo: “Transparência, respeito, comprometimento e valorização estão presentes no dia a dia nas relações com aqueles que buscam abrir o próprio negócio. O franqueador tem que cuidar muito bem do franqueado e valorizar o investimento e a confiança que o novo investidor faz nele”.

E ele não para por aí. Fortalecendo seus dois empreendimentos pelo Estado do Rio de Janeiro, Luiz Felipe busca alcançar todo o país e até o exterior: “Parcerias produtivas, conhecer pessoas e suas histórias é somar experiência. Planejo ter uma forte atuação no franchising e fazer do Grupo BTG uma referência no mercado no Brasil e no exterior”, conta.