Startup Weekend: a ascenção do empreendedorismo no Brasil

Série de eventos comemora crescimento exponencial no País, desde sua estreia em 2010

Por Felipe Vinha - Em 26.11.2015


O Startup Weekend chegou ao Brasil em 2010, antes mesmo do escritório nacional ser inaugurado. Hoje realizado pela Techstars, o evento conta com mais de 80 edições realizadas apenas em 2015, com projeção para aumentar ainda mais este número no próximo ano.

54 horas de empreendedorismo

O Startup Weekend é o maior evento de Startups no mundo e consiste em um final de semana intensivo que reúne público de todas as idades e empreendedores de várias áreas como gestão, comunicação, marketing, tecnologia e outras, para criarem protótipos de empresas ou projetos, em apenas 54 horas. Cada evento tem uma temática diferente, mas o objetivo final e funcionamento básico é sempre o mesmo.

Vale lembrar que o Startup Weekend é apenas um de uma série de eventos que a Techstars promove no País, desde antes da chegada da UP por aqui, no início de 2014. Porém, é um de seus mais conhecidos, justamente por conta da enorme acessibilidade e a possibilidade de formar verdadeiros projetos de sucesso, vindos dos locais mais inusitados ou incomuns.

Foi na primeira edição do SW Rio de Janeiro que nasceu, por exemplo, o aplicativo EasyTaxi, que hoje é conhecido no mundo todo e avaliado hoje em R$ 1 bilhão, segundo fontes de mercado. Outros projetos não tão conhecidos, mas ainda assim muito úteis, também foram gerados no Startup Weekend, como o Plataforma Saúde, dedicado a facilitar o acesso a serviços de saúde no Brasil.

Criação necessária

Para Tony Celestino, diretor regional do programa de Startups na Techstars, a criação do Startup Weekend foi algo necessário, para que os apoiadores pudessem desenvolver suas atividades de fomento local nas comunidades diversas e espalhadas pelo mundo. “Com a chegada do escritório do Startup Weekend no Brasil, surgiu essa plataforma ideal para a ampliação desse movimento, e assim conseguimos, com muito trabalho e esforço, o crescimento de 20 eventos para mais de 80 ao ano”, disse.

O crescimento citado por Tony Celestino é realmente notável. De apenas uma edição em 2010, o Startup Weekend não parou de crescer: foram cinco em 2011, sete em 2012, 22 em 2013 e 60 em 2014, chegando aos mais de 80 já citados até agora, em 2015. “Impactando mais de 60 cidades e mais de 17 mil pessoas no Brasil”, adicionou.

Os efeitos de uma startups gerada no Startup Weekend, porém, podem demorar a surgir, mas Tony garante que a espera vale a pena. “Acredito que poderemos sentir o grande efeito de um Startup Weekend em até dois anos, com um resultado tremendo, como foi com o caso do EasyTaxi”, exemplificou.

O “fenômeno” do empreendedorismo também é outro impacto pontuado por Tony Celestino e como algo que podemos colocar em contrapartida com a atual situação econômica no Brasil. “O cenário para as startups pode ser uma grande oportunidade e o empreendedorismo pode ser uma alternativa, já que são empresas que precisam de um baixo investimento inicial”, apontou.

Em breve a Techstars vai divulgar o balanço completo do Startup Weekend e de sua operação no Brasil. Enquanto isso, os eventos continuam em todo o país, incluindo com datas já confirmadas para 2016. Não deixe de conferir a página com o cronograma oficial das próximas edições.