Los Angeles: a cidade que respira o empreendimento cultural

Arte, cinema e música para todos os lados

Por Tais Carvalho - Em 27.06.2015


Se você é amante da sétima arte, já deve ter ouvido falar de Los Angeles. Pelo menos, de Hollywood. É entre os espaços dedicados à arte e entretenimento que a chamada LA, se destaca como um dos pontos turísticos mais famosos dos Estados Unidos – e também um local perfeito para quem quer empreender na área cultural. A Tagarela esteve pelas terras do Tio Sam e te conta um pouco sobre como é essa Cidade dos Anjos.

Uma experiência cinematográfica

Enquanto a cidade de São Francisco, também nos EUA, apresenta o Vale do Silício como centro dos empreendedores tecnológicos, Los Angeles se dedica ao empreendimento cultural e a indústria cinematográfica. É fácil confundir a história da cidade com o cinema, principalmente com o grande acervo de museus e eventos relacionados as grandes produções das telonas. Espetáculos como o Oscar, que ocorre no Teatro Dolby e o Grammy, no Staples Center, são alguns dos vários cartões-postais da cidade.

Mas você não precisa visitar lugares específicos para sentir esse ar cultural. Basta dar algumas voltas pelas ruas de LA para encontrar cinema, arte e entretenimento, todos juntos, em banners, placas e prédios. Em muitas caminhadas pela cidade, é possível encontrar um cartaz enorme do filme “O Exterminador do Futuro: Gênesis”, por exemplo, que se espalhava por três prédios inteiros, decorando as ruas próximas ao Microsoft Theater, um dos locais de grande movimentação da cidade.

A arte de cada esquina

Nas esquinas e lojas encontramos placas do maior evento de games do mundo, a E3, além de propagandas interativas de várias outras produções do cinema e TV. Os teatros e exibições tomam conta da cidade durante dia e noite, e a transformam em um grande centro de atividades culturais para todos as idades e gostos. O local perfeito para qualquer tipo de passeio descontraído ou inspirador.

Mas não para por aí. Mais uma voltinha pelo Centro, onde encontramos parte do acervo de museus da cidade, como o MOCA Grand Avenue, um verdadeiro centro de arte contemporânea e inspiração. Só que LA não se resume a cinema e arte. A música também fecha o pacote com vários espetáculos pela cidade.

Concertos musicais ocorrem em todos os cantos da cidade, além de outros espetáculos menores e bem espalhados. E, para fechar, há ainda um pouco da cultura oriental ali mesmo, dentro de LA, no distrito de Little Tokyo, uma espécie de versão “norte-americana da Liberdade”, o bairro mais japonês de São Paulo.

O mercado do entretenimento

Em LA, a vida imita a arte. Ou seria o contrário? O que podemos afirmar é que além de ser uma grande experiência cultural, Los Angeles também é cenário mundial de negócios. Moda, entretenimento e tecnologia são alguns dos pontos de destaque da cidade, que é o lar de marcas de renome mundial. De acordo com a revista Forbes, LA é uma das economias mais poderosas do mundo, sendo o segundo maior centro financeiro dos Estados Unidos.

Empreender não é apenas ter uma ideia inovadora, mas também garantir que seu produto seja parte da vida do consumidor. Los Angeles é certamente um grande exemplo da união entre comercial, social e cultural. Além de ser a cidade com o maior número de museus nos Estados Unidos, ela tem como carro chefe o distrito de Hollywood, local mundialmente conhecido e frequentado por amantes e entusiastas do cinema de todas as partes.

Líder mundial na produção de filmes, a cidade leva consigo grande parte do setor de entretenimento, que envolvem eventos, celebridades e muitos turistas que vem para conhecer seus ídolos favoritos. Seja na famosa placa no alto do Monte Hollywood ou nos grandes nomes eternizados pela Calçada da Fama, não há como negar: a cidade respira cinema e transpira negócios ou oportunidades em todo lugar.

Se você gosta de cinema, arte e música, ou simplesmente quer se inspirar no enorme mercado do entretenimento, Los Angeles é excelente ponto de partida. Quem sabe você pode se tornar o próximo Spielberg ou um grande ator de teatro? Se estar na frente dos holofotes não for o seu forte, não se preocupe, pois os bastidores também podem ser interessantes, e o limite dos negócios possíveis só dependem do limite da criatividade daquele que empreende.